5 dicas de ouro para a reforma da piscina

//5 dicas de ouro para a reforma da piscina

5 dicas de ouro para a reforma da piscina

A reforma da piscina do seu imóvel pode ser um processo um tanto quanto chato, não é mesmo? Pensando nisso, no post de hoje vamos dar algumas dicas que você não pode deixar de seguir para facilitar essa tarefa!

#1. Organize a reforma da piscina

O planejamento e organização são as primeiras etapas para que a reforma da piscina seja concluída com sucesso.

Antes de contratar o serviço, defina quais são os objetivos dessa reforma, estabeleça as prioridades do projeto, o cronograma da obra e quais são as condições financeiras para a execução dele.

Isso vai te ajudar muito na hora de planejar até mesmo a compra dos materiais, evitando gastos desnecessários no caminho.

#2. Não inicie a reforma da piscina no verão

Verão combina com sol, certo? Mas com temporais de final de tarde também. Nesse caso, além de atrasar bem o cronograma da reforma da piscina, isso pode até prejudicar a execução do projeto.

Então, escolha os meses mais frios e secos para executar essa tarefa – aí no verão a sua piscina já estará prontinha para ser utilizada.

#3. Atenção à estrutura da piscina

Esvazie a sua piscina e verifique atentamente a estrutura dela. Sinalize todos os pontos de atenção ao identificar infiltrações, rachaduras, trincas, fissuras ou qualquer outro defeito que possa prejudicar a segurança de quem utiliza.

Isso porque antes da troca do revestimento, a reforma da piscina poderá passar por uma troca de canos, ralos e por uma impermeabilização.

#4. Atenção às piscinas de fibra e de vinil

No caso da piscina de fibra, elas tendem a ficar com uma cor queimada por conta da exposição dos raios UV.

Então, caso ela não esteja danificada (se estiver quebrada, providencie a reforma imediatamente para evitar cortes nos usuários), basta realizar a pintura integral dela para que fique nova.

Se possível, providencie uma capa para protegê-la do sol quando não estiver sendo utilizada.

Já nas piscinas de vinil, o comum é aparecerem bolhas e rasgos. Nesse caso, a reforma consiste em trocar integralmente o material.

#5. Não se esqueça de impermeabilizar a piscina antes de trocar o revestimento

A impermeabilização de piscinas é fundamental para protegê-la de infiltrações – aliás, a água pode se infiltrar pelo solo e causar outros danos, principalmente se a piscina estiver localizada na laje do imóvel.

Nesse caso, se a sua piscina for de alvenaria e revestida de pastilhas ou azulejos, verifique se eles estão desgastados, quebrados, estufados ou até soltos – isso pode ser consequência de infiltração.

Na impermeabilização, é preciso retirar todo esse revestimento, aplicar o produto, esperar secar e depois aplicar um novo revestimento.

Como resultado da reforma da piscina, os azulejos ou pastilhas precisam estar bem aderidos e com um rejunte íntegro.

Para complementar todas essas dicas de ouro para a reforma da piscina, entenda como garantir a impermeabilização correta para que ela dure por muito mais tempo. Até a próxima!

Por | 2019-05-16T10:42:26+00:00 30 maio 2019|News|